Você se enquadra?

Você alguma vez se sentiu deslocado do ambiente onde passa a maior parte do seu tempo? É ou já foi considerado(a) a ovelha negra da família? Faz algum esforço para se adaptar ao seu meio social? Você se enquadra onde querem enquadrar você?

Muitas vezes realizamos um grande esforço para conseguir conviver com os demais, para nos enquadrar num grupo social, na família, no ambiente corporativo. Noutras vezes relutamos mas cedemos e mudamos nossa maneira de ver e perceber. Em ambas pagamos um preço, por vezes, um alto preço por nos enquadrar ou deixar de fazê-lo.

Quantas doenças estão sendo desenvolvidas nos nossos corpos simplesmente porque ele, sim, ele, o nosso querido corpo está “gritando”, mandando sinais para percebermos que devemos parar de fazer aquilo que nos faz mal. Outro dia uma amiga me falou que um conhecido estava com câncer na garganta. Logo após ela disse: deve ter desenvolvido isso em função dos inúmeros sapos que engoliu na vida.

Sempre tive dificuldade para me enquadrar. É claro que minha sinceridade e espontaneidade não contribuíram para eu entrar nas “caixinhas” que me ofereciam.

Por vezes me sentia como um navio ancorado. Naquele “cais” tinha todo conforto e segurança necessários, mas meu coração queria lançar-se ao mar.

Terapia alguma deu conta disso em mim. Acabei me acostumando, me aceitando, algumas vezes me sujeitando e/ou adaptando. Quando comecei a trabalhar com as ferramentas de Access Consciousness® e conhecer muitas pessoas dessa área tive a impressão de ter encontrado minha turma. É porque para você ter acesso à consciência você não deve ter julgamento entre outras coisas. Nem julgamento com você, nem pelo outro. E também não existe isso de certo ou errado, bom ou mal. Tudo são escolhas e está tudo bem. Você pode mudar de opinião a cada 10 segundos e está tudo bem. Isso nos dá uma liberdade tão grande, nos tira dessas “grades” de comportamentos, atitudes, costumes, cultura, etc. Você não tem que se enquadrar porque os outros querem, porque a sociedade requer, você não tem que fazer nada disso se isso for sua escolha.

Comecei a escrever esse post porque o Facebook me lembrou que há 2 anos eu escrevi e postei algo. Naquela época eu não tinha qualquer ideia sobre Barras de Access™ ou Access Consciousness®. Hoje lendo o que escrevi percebi que eu não estava em Access, mas que Access já estava em mim. Hoje percebi que meu desejo de lançar-me ao mar nada mais era do que viver livremente, sem julgamentos, sem culpas, sem medos, sem perspectivas. Hoje eu fiquei feliz por não ter-me abandonado, não ter-me corrompido. Hoje eu sei que estou vivendo a viagem que escolhi fazer. Eis o texto:

NÃO SEI MAIS NADA

Aprendi que ser mulher independente e inteligente era um dos requisitos básicos para o seu reconhecimento, admiração, auto estima, entre outros …
Me esforço para me superar a cada dia, para aprender sempre mais, para provar, mesmo que a mim mesma, que posso, que é possível …
Minha cabeça fervilha … tantas idéias, tantos ideais …
Não sei se sou super ativa, mas fui chamada de doida e maluca hoje …
Já não sei mais nada…
O esquadro mudou e eu, talvez, não tenha me enquadrado.
Ou o trem seguiu e eu não desci na minha estação.

Obrigada por me acompanhar até aqui. Leia mais em Blog e deixe seu comentário.

Para realizar algum dos cursos oferecidos confira nossa programação em Cursos. Caso você não tenha disponibilidade para participar em alguma das datas programadas entre em contato para que possamos realizar adequações conforme sua necessidade.

Clique aqui para marcar seu Atendimento.

Para informações entre em Contato.

LEIA TAMBÉM

O que você está escolhendo para a sua vida? Você sabe escolher?

Suas escolhas estão contribuindo para você? Você efetivamente tem escolhido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá
Podemos te ajudar?